sábado, setembro 26, 2020
Início Internacional OS LIBANESES GOSTARIAM DE PERTENCER À FRANÇA NOVAMENTE.

OS LIBANESES GOSTARIAM DE PERTENCER À FRANÇA NOVAMENTE.


O presidente francês, Emmanuel Macron, negou que esteja tentando puxar as cordas no Líbano e reviver a influência da era colonial da França em momentos que o país sofre uma explosão gigante e mortal.


Macron estava em uma visita a Beirute que foi devastada na última por uma grande explosão. Ele disse que líderes locais e pessoas de rua pediram que ele “voltasse ao cargo” relembrando os tempos quando a região era um protetorado francês há um século. Ele firmemente descartou a ideia.
Ele disse à multidão: “Você não pode me pedir para substituir seus líderes. Não é possível. E, de qualquer forma, não seria uma solução “.
“Cabe a você escrever sua história.”
Ainda assim, ele se referiu repetidamente aos laços estreitos entre os países e prometeu apoio eterno ao Líbano após uma explosão que matou mais de cem pessoas e feriu milhares e devastou ainda mais um país que já estava à beira do colapso econômico.
Macron prometeu que “a França nunca deixará o Líbano sozinho. Nunca deixará o Líbano e os libaneses”, acrescentando que “o coração do povo francês ainda bate no pulso de Beirute”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Brasileiro com coronavírus encontrado morto dentro de hotel em Norte de Paramaribo

Em um hotel em Paramaribo Norte, um brasileiro foi encontrado morto em um quarto na última quarta-feira. Segundo a polícia do Suriname,...

O interior da cidade de Paramaribo ganhará vida com a PBM Creative City

O centro de Paramaribo ganhará vida. Iniciativas para esse fim estão contidas na recém-criada Cooperativa de Turismo PBM...

CUBANO MORRE DEVIDO A UM ACIDENTE DE TRÁFEGO NO CENTRO DE PARAMARIBO

O cubano José Rodríguez Muñoz, de 34 anos, natural de Villa Clara, ferido após uma colisão com um carro na quarta-feira, 16...

Enormes filas do lado de fora do escritório da Imigração em Paramaribo

A excessiva aglomeração de pessoas que observamos há algumas semanas nos supermercados, aparentemente tem se "mudado" aos poucos para outras áreas. Nesse...

Recent Comments